9 de março de 2009

Bendito

Eu não queria ser tão humana, não queria escrever coisas tão grosseiras e clichês de um ser humano.E acredito que nossa natureza, na realidade, é o oposto disso. Não tenho vergonha...Mas com certeza acho melhor quando me lembro das leis naturais da vida, Da bondade, da energia que nos cerca, do amor que temos no nosso coração como um todo.Na lágrima que corre em nosso rosto no simples ato de ver o outro em apuros,De ver humanidade e tristeza...Esse nosso lado bom, com sede de caridade.Músicas boas, livros bons, crença, Deus, divindade, plano maior... Porque não me sinto arrepiada e cercada de energia constantemente?Porque amanhã estarei no oposto do que estou hoje?Senhor, Senhor que tanto me ama e que tanto é amado, ajude-me a progedir, ou ao menossatifazer-lhe os olhos.Ajuda-me a ter a consciencia limpa, ajuda-me a ouvir minha consciência.Essa que ouço agora, essa que me é passada ao som de tua suposta voz.A consciencia de que o bom está em mim. Como o mal também.Essa, que me diz o que tenho que fazer.Porque finjo que não escuto? Porque sinto raiva? Ódio?Porque sou tão presa as garras desse mundo enquanto sei que devo usar coisas materiais apenasPara o meu benefício espiritual?Quanta contradição...Quanta vontade de ficar himune, de voltar lá pra cima e nunca mais voltar para esse planetaimundo. Esse planeta que me corrompe...Xô, materialismo! Xô, desejos carnais desacompanhados de alma.Sem o meu espirito não quero mais nada!Me tira desse uniforme nojento da humanidade! Me tira desse corpo que é somente usadopara propaganda de mim mesma.Quero mostrar a todos meu real rosto. Quero que todos possam vê-lo.Quero transparência, quero provas de que minha carne é fraca, quero jogá-la fora e veroutro "corpo" forte, corpo que transparece o que sinto. Sendo raiva, sendo amor.Pelo menos dessa forma as pessoas saberão de verdade quem eu sou... E quem sabe assim,Elas não me traduzem essa consciência que Você, meu senhor, já me deu.

Um comentário:

  1. Me deparo com uma pedra preciosíssima que eu não tinha idéia de que carrega pensamentos tão prolixos contudo verdadeiros e maravilhosos dentro de si.
    E então,me encontro aqui, sem palavras devidamente necessárias para traduzir o quanto estou encantada, e atônita... diante de tanta profundidade, de tanta poesia, de tanta coisa singular produzida por você.

    Se eu gostei?

    Você sim, é foda! Com perdão da palavra xula usada aqui, mas tanto talento para uma pessoinha que ainda tem muita vida pela frente! Parafraseando suas palavras: Comofas para ser tão preciosa e indispensável assim?

    Te amo meu amor, seu blogger está lindo!

    P.s.: Fiquei feliz por tudo que li aqui, obrigada por compartilhar seus sentimentos, suas sensações.

    ResponderExcluir