4 de julho de 2009

Me prova a inconstância.

Você tem tomado conta de mim
Você parece ter nascido há dez mil anos
Você se faz de santo
Você se faz de espontâneo
Você se faz de moleque
Mas por traz dessa cara de marra
Há muito mais do que no seu suposto cheque
Desejo maior que o meu parece não existir
Que bobagem a minha
O que sinto é o tempo partir
Bonecas, não mais
Sonhos, não da mesma forma
Aspirações altas, verdadeiras torres a serem escaladas
Futuro incerto, coração em aberto...
Pode entrar, não escondo garras
Pode fantasiar, gosto de vestir seu pensamento
Abre a porta
Deixa eu te contar, que ontem eu me perdi navegando em outros seios
Deixa eu te contar o que eu fiz há um tempo atrás
Lê meu olhar, faz parte do meu cotidiano?
Depois disso eu posso agir bailando ao som de Adriana e Ana
Posso extravasar na minha pele artista
Pele essa que possui glândulas saltitantes
Pele essa que me serve de instrumento
Que arrepiada me mostra o quão você já está
Dentro de mim.


Escrito em ... 25/06/2009

3 comentários:

  1. tenho vontade de dizer na sua cara o quanto você é linda.... ESPERA!!!

    ResponderExcluir
  2. Inspiração a mil por hora.(e dá pra entender o porque)
    Irritantemente perfeita! Assim.. nos absurdos e nas paixões que desandam às diversas alturas da vida!

    Você tem crescido! Bom de ver!

    ResponderExcluir
  3. doce sensação carnal essa a sua. intenso, assim como tudo que ligado a você. você é linda bárbara, mesmo não notando você acende desejo nos outros. me orgulha conhecer-te.

    ResponderExcluir