4 de julho de 2009

VIDA RETICENTE

Eu
Eu
Eu

Tá certo... Sou mais egoísta do que eu imagino. Tá certo, eu deveria estar pensando que muitos estão passando fome sem nenhuma coberta para esquentar seus corpos arrepiados. Que muitos outros tem o coração dilacerado como o meu, além de não ter esperanças.
Contudo, a angustia bate em minha porta. Uma enorme interrogação invade meu ser a cada instante passado. Me sinto fora de órbita, fora de mim, fora do meu lugar. Queria uma varanda de frente pro mar, queria um samba para consolar a minha dor, a minha dor que por sua vez já seria por amor. Ter uma vida simples, uma vida despreendida de materialidades. Ter uma cama boa para deitar, uma ducha para lavar os cabelos do meu amor... Alguns CDs que tocam vida e... alguém amado. Meu dia-a-dia seria para os outros. Quero falecer me doando, ajudando quem precisa de mim...
Mas antes, eu preciso, preciso MESMO saber de mim. Preciso saber se todos esses sonhos podem ser realidade. Eu preciso ter certeza, na verdade. Não quero desabar em tudo o que construi, mesmo que abstratamente. Preciso, preciso...
Eu tenho pressa de viver. Muita pressa. não era parar eu ter, né? Que merda. Descobri que vou ter que lutar por toda essa felicidade. Que eu vou ter que ganhar (ou perder) muito tempo nessa jornada.
Nesse tempo, eu vou ouvir, chorando, sambas angustiados, vou ouvir, sorrindo, sambas bem bolados... Eu vou me econtrar e me despedir do mar diversas vezes, vou ver peças, ouvir artistas, me informar de acontecimentos...
E tudo isso vai ficar ali, como alguém que me diz:
"Estamos te esperando, vem viver a felicidade"
A esperança vai aflorar, ela vai se fingir de morta. Eu vou chorar calada e de vez enquando... gritar. Vou cantar pra todo mundo... "Quem sabe então assim...?"
É... eu espero que depois de tudo isso eu olhe para mim e me surpreenda com o tempo que passou.
Espero me encontrar experiente, com concepções de vida aprimoradas e condições de abrir a porta do meu ser.
De olhar para o mar e deixá-lo entrar em mim. Confiar. Ter razão para confiar.
Deus estará do meu lado nesse momento. Meu avô querido, meus amigos espirituais de longa data... Os bons encarnads estarão sorrindo para mim: Minha mãe, minha companheira, deverá estar em um pedestal. Pois sem ela nada aconteceria.
Peço e rogo por esse segundo de felicidade. É, pois sei que nada é eterno. Nada vai me deixar com um sorriso estampado na cara sempre..
Mas quero ser grata. Tenho que ser grata.
Que a vida me dê rugas da idade, que meus olhos esbanjem mistérios e segredos.
Que o meu sorriso seja o mais sincero.
E que a arte predomine na minha alma.
Amém.

4 comentários:

  1. você é extraordinária, Deus não tava de brincadeira não quando te fez. Ele arrasou nessa obra linda: você.

    beijos com admiração.

    ResponderExcluir
  2. Tá aí, esse seu egoísmo VOCÊ, VOCÊ, VOCÊ foi sublime.
    Há quem diga que Deus te olha com maravilhosos olhos, ahhh Ele olha.

    "E que a arte predomine na minha alma.
    Amém."

    ResponderExcluir
  3. Você carrega consigo o dom de saber usar as palavras. Parabéns! Gostei muito. Bjos. =)

    ResponderExcluir